quarta-feira, 28 de março de 2012

Parabéns para a Juju!


Bom dia, pessoal!

Hoje é uma linda data: 85 outonos da minha princesa Juju!

Essa coisinha fofa aí na foto junto comigo é a minha vovó querida comemorando meu aniversário!

Ela sempre foi meio bruxinha, descobria sempre quando alguém estava grávida, e acho que puxei isso dela...hihi

Um certo dia, há 30 anos atrás, minha mãe estava no sítio da família e depois do almoço ficou se sentindo um pouco indisposta, e reclamou que deveria ter comido menos. Juju (sua mãe) disse que melhor ainda: ela deveria era comprar uma bonequinha!rsrs
Meus pais nem planejavam outro filho logo, mas 8 meses depois desse diagnóstico, eu cheguei! hahaha

Vovó era a ultrassonografia da família, infalível!

Ela sempre foi muito minha companheirinha de aventuras. Às vezes quando ela me via entediada e sozinha vagando pela casa, colocava um disco de músicas de quadrilha e ficávamos dançando pela sala, nós duas.

Meu avô foi uma pessoa muito dura, grosseira e em especial com ela, mas ela sempre foi loucamente apaixonada por ele, vai entender...
Uma vez quando ela passou mal e ficou no hospital, ele chorou feito um bebê e contou como a conheceu. Seus pais tinham uma chácara enorme em Niterói (onde hoje é a Alameda), e meu avô passou num bonde e viu uma moça bonita, com grandes olhos azuis, 'branquinha das bochechas rosadas' e com flores prendendo seus cabelos loiros. Ele contou que foi paixão à primeira vista e cá estamos nós da família, tempos depois para provar que essas coisas às vezes funcionam!rsrs

De todos os filhos, a minha mãe era a única que parecia com Juju, por ser loira e ter os olhos claros. Por um grande período na minha infância eu me ressentia de ser loira, porque todas as minhas primas são morenas, e Juju era o meu consolo. Pena que não herdei esses olhos lindos...rsrs

Como nem sempre a vida funciona do jeito que a gente gostaria, Juju ficou doentinha e hoje vive num mundinho que é só dela. Mas ela nunca, nem por um instantezinho, vai deixar de alegrar o meu!

Obrigada, Vó! Pela companhia, pelo cabelinho loiro, pelas brincadeiras da minha infância, pelo Yakult que só você lembrava de comprar, pelos passeios na vizinhança que me ensinaram a admirar os idosos...por tudo! 

Beijinhos a todos!

segunda-feira, 26 de março de 2012

Ó dúvida cruel...rsrs


Oi, pessoal!
Todo mundo animado para mais uma linda semana pela frente? Eu estou animadíssima, na contagem regressiva para a chegada de um tempo fantástico na minha vidinha estafada: minhas férias!
Na verdade ainda tá looonge, mas só de saber que já está marcada, quase choro de emoção! hahahaha
E nesse clima eufórico eu tô ficando mais surtada ainda pensando nas várias possibilidades de desfrutar das minhas merecidas férias.
Eu sei que quem está casadinho bonitinho não padece desse mal, o que por um lado é ótimo! Como essas férias serão as minhas primeiras de flashback à solteirice, tô mais perdida que cego em tiroteio! A gente se acostuma a fazer planos em dupla e acho que desaprendi a pensar sozinha! Mas isso passa, ah, se passa!
Todo mundo já ouviu aquele conto sobre a quantidade de jabuticabas no pote ser responsável pela velocidade que as comemos, né? Quanto menos jabuticabas nos restam, mais calma temos que ter para aproveitar o momento. É aí que mora o problema. Com a vida de solteira, meu pote está transbordando de jabuticabas, algumas já quase passando do ponto, sinal que eu já deveria ter comido faz tempo.
Conversa de doido? Nem tanto.
Às vezes a gente vai adiando nossos planos por conta da metade da laranja, e quando não temos mais que pensar em metades, e sim na nossa vida inteira, os planos guardados no armário surgem numa cobrança bem danadinha!
(Putz, que papinho horti-fruti! hahahaha)
No mais, um viva para os planos e sonhos que temos para realizar!
E vamos comer logo essas jabuticabas, oras! rsrs
Beijinhos a todos!

segunda-feira, 19 de março de 2012

A moda que me assusta!

Oi, pessoal!

Como passaram o fim de semana? Espero que todos muito bem, com muita disposição para começar a última semana do verão! OBA!!!!

Adoro o verão, o sol e o mar, mas nesse verão só consegui ver o mar da janela, e isso dói! Nem um tchibunzinho para chamar de meu! Ah, não...e como eu sou muito egoísta, se eu não tenho, também não quero que ninguém tenha! 
Por isso estou adorando a partida do verão! hahahaha 
Cruzes, é brincadeira, tá, gente? 

Falando em troca de estação, as vitrines já estão nos mostrando um novo cenário, preparando nossos espíritos (e bolsos, e armários, e cartões de crédito...rs) para novas comprinhas.

E nessas andanças por aí procurando coisas que me deixariam feliz, me deparo com isso:


CRUZEEEEES!!!!!


Tava pra vender, juro!!! E não tava baratinho não! Isso é coisa que só aquela mulher que quer enfurecer o marido compra no cartão de débito da conta conjunta. E vamos combinar que alguém que compre isso merece nada menos que o divórcio! 


Aí, como se não fosse o suficiente, vejo isso:


Sinceramente...eu saí do site da loja! Cara, senão eu não ia conseguir dormir de medo! Se bem que essa última aí deve ser bem bacaninha pra dormir, hein! Para as solteiras, porque a casada que aparecer com isso no leito conjugal merece o divórcio também! hahaha

E aí, vai encarar essa liquidação?


Eu não entendo nadica de nada de moda, mas não sou cega, pôxa! O que é feio, é feio. Não importa a estação! rsrsr


Tenhamos todos uma semana cheia de coisas bonitas e felizes!
Beijinhos

quarta-feira, 14 de março de 2012

Presente, oba!

Oi, pessoal!


Eu tava doida pra vir aqui mostrar os presentinhos lindos que eu ganhei!


Eu acho que a minha parte favorita de ganhar presentes é por achar que a pessoa lembrou de mim com carinho e quis me fazer um agrado. No aniversário, Natal, Páscoa e outras datas comemorativas, a gente acaba comprando presente para quem quer e para quem não quer (sejamos honestos!rs), e essa obrigação social me incomoda profundamente. Gosto de presentear e ser presenteada de coração, não por causa de um calendário!


E por isso fiquei tão feliz quando uma amiga voltou de viagem e trouxe esses presentes para mim, que resolvi compartilhar com minhas outras amigas!


Para alimentar todas as minhas carências e gulodices congênitas: chocolate!!!




E para carregar minhas buginganguices: bolsinha linda!!




Eu fiquei tão contente em saber que lá do Hawai, loooonge pra dedéu e com muitas coisas interessantíssimas para fazer, ver, conhecer e viver, ela lembrou de mim! ;)


Acho que por isso se chama 'lembrança' de viagem. rsrsrs


Beijinhos!    

segunda-feira, 12 de março de 2012

Olho por olho e uma família cega


Bom dia, pessoal!

Meu pai e meus tios - como bons representantes das pessoas 'das antigas', conhecem a história de cada cantinho da cidade e de todas as famílias da nossa convivência. Assim como todas essas famílias sabem de cada passo meu...afe!

E dente esses causos que escuto desde sempre, uma história sempre me chamava a atenção pelo absurdo total, mas nunca tinha as respostas por ser muito novinha. E a dúvida ficou devidamente arquivada esperando a classificação indicativa pertinente (quando eu fosse adulta!rs). Essa história aconteceu bem antes do meu nascimento, mas até hoje se comenta!

Dia desses, por um acaso, escutei as pessoas conversando sobre isso e tratei de me infiltrar rapidamente.

Acho que fiquei meio arrependida, porque não consigo me acostumar às perversidades da vida, isso agride minha bolha cor-de-rosa feliz, pacífica e frágil. 

Era uma vez uma senhora muito mal-humorada, grosseira, sem um pingo de educação e nem mesmo civilidade. Segundo relatos ela era o próprio 'espírito-de-porco'.

Ela se casou e teve vários filhos. As crianças, obviamente, educadas por ela, viam a vida sob uma ótica um tanto agressiva demais. Ela era do tipo que se alguma outra criança implicasse com eles, o ensinamento anti-bullying era partir para a pancadaria. E ai do filho que apanhasse na rua; eles foram criados para bater primeiro e perguntar depois. Ela incentivava a violência. E a vida seguia.

A vida deles era boa, todos tinham uma boa situação financeira, foram casando, constituindo suas próprias famílias, mas a marca da criação deve ter sido tão forte que aos poucos eles todos foram se envolvendo em confusões que marcaram época. Uns se renderam à bebida, às drogas e a tudo misturado. A alegria deles era estragar os bailes - onde imperava o respeito e a cordialidade, com truculência.

Tudo ia bem (na verdade mal, mas enfim) quando um dos rapazes, alterado por uso de coisas que não se deve usar, tentou criar um tumulto num ambiente em que estavam muitas pessoas de bem, inclusive um irmão. As pessoas já conheciam a péssima criatura que ele era e começaram com o famoso deixa-disso-fulano. Mas o fulano tinha muita raiva dentro dele para não espalhar para o ambiente. E no meio da confusão apareceu um revólver, apontado para as pessoas que eram todas suas conhecidas de longa data!

E tudo isso pelo simples prazer de ser imbecil!

O fim da história? O tumulto tomou conta do ambiente, alguns devem ter saído à francesa, outros tentavam apaziguar a situação surreal, o irmão acabou no meio da história e o rapaz foi baleado por ele.


Essa mãe deve ter ficado muito orgulhosa, afinal: um filho seu não engoliu um desaforo e partiu pra briga com o outro. O outro, por sua vez, não se intimidou e aceitou a briga de bom grado. 


Saldo: um filho baleado em estado grave no hospital. Um filho morto a tiros no centro da cidade. Uma jovem nora (pessoa boníssima) viúva, um neto bebê órfão por uma razão idiota.


Essas histórias me fazem perseverar em tentar ser cada vez melhor, porque algumas vezes a vida nos manda a conta do que fazemos, e só temos a opção de colher o que plantamos antes.


Vamos começar essa nova semana plantando coisas positivas!
Beijinhos.

terça-feira, 6 de março de 2012

Vá com Deus, hein!

Oi, pessoal!
Durante a minha infância, eu convivi com uma besta - que é meu primo nas horas vagas, que só me pentelhava as ideias.

Uma das tormentas da minha vida era o medo das coisas que ele falava. Só catástrofes! Eu aos 7 anos já me preocupava com o aquecimento global, porque graças a ele eu já sabia que as calotas polares estavam indo pro beleléu.


Meu pai me teve aos 43 anos, então ele já era de idade avançada quando eu era criança. E esse meu primo ficava me dizendo que se o Brasil entrasse em guerra, o exército entraria na minha casa e levaria meu pai à força  para a batalha. Eu só me desesperava...coitado do meu irmão que nasceu menino!

Os homens eram muito sofridos! Ele me contava que sempre que um navio afundava, todos os homens deveriam morrer para que as mulheres e crianças sobrevivessem.

Em caso de uma epidemia (como da peste), as mulheres e crianças eram as mais protegidas. Ufa, ainda bem que nasci menina!

Ah, e para o caso do ar acabar na Terra, iríamos todos para Marte - mulheres e crianças, obviamente! Logo ia todo mundo acabar, porque (embora eu ainda não soubesse naquela época) precisamos de uma ajudinha masculina para procriar! hahahaha

Eu perdia muito tempo ouvindo as histórias Nostradamísticas dele, e ficava inconformada com a triste sorte de Papyto e Mamão (meu irmão para os íntimos!rs).

Até hoje cedo eu ainda acreditava que isso tudo era errado, que era muito absurdo infligir tantos males aos homens, pobrezinhos!

Mas agora tudo mudou!

Peguei um ônibus para voltar para casa, um curto trajeto, mas acho que esse itinerário está na moda, porque todos pegaram o mesmo ônibus que eu! O negócio foi enchendo, enchendo, encheeeendo...e entrou uma moça com 2 crianças, sendo uma menininha de colo ainda. Nenhum, eu disse n-e-n-h-u-m infeliz foi capaz de ceder o lugar para ela sentar com as crianças!!
Eu estava num banco meio distante, mas cedi mesmo assim, fazendo questão de pisar no pé de todo rapaz mal educado que estava no caminho. Ela até ficou sem jeito de aceitar, e disse que se eu quisesse, poderia ficar sentada e bastava dar colo para a menina - eu, hein?!, depois apareço como suspeita de sequestro! Prefiro evitar a fadiga. rsrs

Ela sentou com as crianças e eu fiquei em pé me equilibrando como podia. Minha bolsa ficou balançando no ar (sem querer querendo), e a cada movimento mais brusco, ia direto na cabeça do cara que estava sentado ao meu lado no banco e não cedeu o lugar. Fiquei esperando para ver se ele reclamaria, e acho que quando ele cansou de levar bolsadas na testa, ouvi um tímido 'opa!'. Falei um mísero 'desculpe' e não me movi. Ainda olhei para ele com uma cara de 'não me aborreça porque eu sei o que estou fazendo e você sabe porque está apanhando! Não reaja ou vai ser pior!!!'

Neste momento tudo fez sentido na minha vida. Aí eu entendi que os homens tem mais é que ir pra Plutão, pra guerra, pro bote salva-vidas furado, pro raio que os parta! Gente ruim, pombas!


hahahahaha
Meninas, antes que vocês fiquem bravas, esse é só um desabafo contra os homens sem educação e gentileza. Eu sei que bons homens existem, mas também sei que nenhum deles pega o meu ônibus!
Beijinhos!

sábado, 3 de março de 2012

Meme - oba!

Oi, pessoal!

Acho que todo mundo aqui já conhece a loira linda e amada Mari, do Arte com Estilo, mas quem não conhece ainda deveria correr e tenho certeza de que vocês vão ficar apaixonados por ela como eu sou!

Ela me indicou para responder a um meme (lembra que eu já expliquei o que é um? Clica aqui pra relembrar!

Então vamos lá!

Primeiro eu tenho que  falar 11 coisas sobre mim:

1 - adoro acordar cedo (a vida acontece mais rápido, sei lá!);
2 - eu falo dormindo, a ponto de acordar as pessoas;
3 - eu adoro o sol, acho que me energiza instantaneamente;
4 - eu sempre sei quando vai chover, é infalível!
5 - eu acredito totalmente, completamente e indiscutivelmente em Deus;
6 - sou otimista até o último suspiro;
7 - eu sempre perdoo. Mas nunca esqueço;
8 - meus melhores amigos são os que eu fiz ainda no colégio;
9 - sou muito, mas muito cruel quando percebo uma injustiça;
10 -  gosto de gente normal e simples. Pessoas muito 'alternativas', 'antenadas' e tal me cansam...
11 - não tenho o menor medo de dentista, já até operei a boca duas vezes e nem isso me traumatizou.rsrs

Agora tenho que responder às 11 perguntinhas que a Mari me fez:

1- Qual sua marca de cosmético favorita?
Hum...depende. Gosto dos batons da MAC.


2- O que Deus significa para você?
Meu porto seguro, uma companhia presente, constante e amiga de todas as horas.

3- Quanto tempo você gasta diariamente pelo blog?
Tento ter uma disciplina de escrever pelo menos 2x por semana, e visitar as amigas. Afinal, não gosto de deixar ninguém falando sozinho, acho muito feio quem faz blog para aparecer e nem se comunica.

4- Você prefere tela ou artesanato?
Artesanato. Acho mais fácil ir adequando a decoração ao meu estado de espírito sem precisar furar mais as paredes!rs

5- Qual a cor de batom que mais usa?
Tons terrosos e cor de boca. Tenho meus dias de Barbie e uso rosa, mas é raro.

6- E seu perfume favorito?
Ainda não decidi entre o CK Eternity Moment e o Dior J'Adore.

7- O que sua família significa pra você?
De onde eu vim, e para onde eu quero sempre voltar!
8- Tem medo do quê?
Insetos, violência e doenças.

9- Qual sua maior vaidade?
Ih, sou meio precária nesse quesito. Pode ser bobo, mas acho que a maior beleza de alguém é o aspecto limpo e ordenado. Por exemplo: não adianta investir em um batom caro e lindo se os dentes estão feios. 

10- Já conviveu ou tem algum amigo cadeirante?
Já convivi, e atualmente minha avó usa cadeira de rodas para se locomover com mais facilidade. Graças a Deus, fui educada pela minha família a entender que somos todos iguais, mesmo quando somos diferentes.
11-O que significa ter uma vida saudável?

Qualidade de vida pra mim é viver em paz, com harmonia e tranquilidade. Sem privações ou excessos por vaidade.

E as minhas 11 perguntas são:

1 - Qual foi o acontecimento mais importante da sua vida?
2 - Qual a companhia para uma viagem perfeita?
3 - Se a sua vida virasse um filme, como seria o roteiro? Drama, comédia, romance ou terror (rs)?
4 - Você trabalha na sua verdadeira vocação?
5 - Praia ou campo?
6 - Qual seu hobby favorito?
7 - Você se dá bem com a sua família?
8 - Qual o plano da sua vida que você ainda não realizou?
9 - Você abriria mão de um amor por um excelente emprego?
10 - Qual seu livro favorito?
11 - Qual é o seu lema de vida?

Para finalizar, indico 11 amiguinhas queridas para responder, assim a gente se conhece melhor e se sente mais pertinho! Ah, mas quem quiser responder, fique à vontade!

Lalinha, do Papo de Meninas (saudade de você, amiga!)
Fernandinha, do Coração que não cala (mineirinha linda!)
Fá, do Estilodiario (minha xará predileta!)
Carlinha, do Caleidoscópio Pop
Rosãina, do Conversando no Jardim;
Gabi, do Desce do Pônei;
Rô, do E isso é Glamour? (volta só um bocadinho, vai...rs)
Lolinha linda, do Lola Flor;
Augusta, querida e sarada do vitrine@augusta@emagrecendo;
Si, a menina colorida do Totalmente exagerada;

Beijinhos com carinho!