quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Cada doido com a sua ...família!


Oi, pessoal!

Se tem uma coisa que eu adoro nos feriados é poder curtir um pouquinho minha família. Somos muitos e espalhados por aí, mas sempre que podemos, estamos juntos. Nem que seja via Skype!rs

Estava passando num canal esquisito, desses que a gente só assiste enquanto espera o comercial acabar, um programa sobre as famílias, e tinha uma especialista nerd comentando que nossas reações em relação aos membros queridos da nossa família são mais do que afetivas, são físicas também. O senso de preocupação, de cuidado, isso vai além dos nossos níveis conscientes.

E não é que é?

Aí lascou, porque desisti de assistir ao filme para ver o final desse programinha!rs
E percebi que tem muitas coisas que fazemos realmente por instinto de proteger 'os nossos', e achei isso bárbaro!

Minha família é assim até o último fio de cabelo. Claro que em toda família tem um feijão perdido que não serve para absolutamente nada além de pentelhar, mas vamos desconsiderar eles, ok? rs

Numa madrugada, eu e minha família estávamos num velório, quando uma prima disse que precisava ir pra casa, tomar um banho e descansar por umas horas. Foi a bichinha colocar o pé na calçada e começou uma briga louca nas redondezas da capela, aparentemente pessoas saídas de um baile funk se estranharam e começaram um tumulto generalizado.

Estávamos dentro da capela, todos nós acompanhados de maridos ou esposas (os agregados). Quando ouvimos o barulho da briga exatamente em frente à capela, logo percebemos que talvez ela não tivesse tido tempo de chegar até o carro, e quem era da família (menos os agregados) saiu correndo para a rua atrás dela, que para nosso alívio, já tinha alcançado o carro e estava a caminho de casa. 

Quando voltamos para a capela, uma agregada nos repreendeu, alegando que era perigoso e que a gente não deveria ter saído, blablablá, que a gente poderia ter sido ferido ou até morto. Alguém respondeu: o dia em que alguém da minha família estiver correndo perigo e eu não for ajudar, aí eu já estarei mesmo morto.

Família bacana não é aquela do comercial da TV; é aquela que briga, se estranha, chora, fica de mal...e depois faz as pazes e chora de novo! Porque isso é amor! Isso é a minha família!

Beijinhos a todos e curtam bem a família de vocês!

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Fá, mas pode me chamar de Poliana!


Oi, pessoal!

Como vocês estão?

Numa certa fase da vida, eu tive tantos problemas, mas taaaaaantos problemas que se não entreguei os pontos lá, não entrego mais!

E tinha gente achando que meu otimismo era fingimento, que eu chegava em casa e quando estava sozinha chorava até desidratar, para no dia seguinte estar com a mesma pose Hakuna Matata.

Até que uma amiga me definiu bem: eu era a própria Poliana! (não sabe quem é Poliana? Vá descobrir no Google, menina!)

Até eu entender bem a filosofia polianística do negócio, achei chato ser vista assim, como uma bobinha alienada. Hoje eu acho o máximo ser Poliana, por uma razão realmente bobinha, mas fundamental: sou feliz assim!

Não sou otimista e positiva para agradar a ninguém - exceto a mim! Sempre tive uma vida muito dura, mas também sempre tive um temperamento muito bom. Não sou capacho, em mim ninguém pisa. Mas se eu puder desviar dos obstáculos e seguir em frente, pra quê vou querer bater de frente com eles? Não, certas brigas não valem a pena e só nos fazem perder tempo!

Coisas sem solução já estão solucionadas, oras!

Nesse jogo do contente todos podem vencer, e isso é o máximo!

Não se trata de ser alienada, de fugir da realidade, e sim de ter uma forma leve de encarar o mundo, com os problemas que sempre nos rondarão.

Ou seja: está ruim? Pode melhorar!

Beijinhos sempre esperançosos para todos!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Tecnologia de ponta!


Oi, pessoal!

E aí, como foi o carnaval de vocês? Espero que tenham pulado bastante e apreciado a vida sem moderação, porque assim que vale!

Minha fantasia foi de estudante! Não, nada de saia de preguinhas e meia 3/4! Mais precisamente tirei o carnaval  para estudar um pouco, e colocar as pernocas para o ar porque eu não sou de ferro!

Não fiz nem um milésimo do que eu queria, mas isso já estava dentro do programa, claro! Sempre está!rs

Fui ao mercado, comprei coisas para a casa e esses dias são incríveis para isso. Todo mundo lá na farra e você consegue escolher um simples ventilador de teto na santa paz, sem perturbações e filas. Delícia!

O chato é que eu fico com crise de abstinência do meu esporte favorito, que é tagarelar com estranhos!rsrs

Falar com gente desconhecida é uma arte, que - modéstia à parte, eu domino! Em cinco minutos eu já sei de toda a vida do povo que está perto de mim, e se bobear já me mostraram até foto dos netinhos. Ah, sim, porque 98% das pessoas que conversam comigo já contornaram o cabo da boa-esperança, como dizem.

Uma das últimas e mais instrutivas conversas com estranhos foi na fila de espera do banheiro do McDonalds. Era uma senhorinha que estava reclamando de fome, porque tinha acordado muito cedo para ir ao médico e não pode ficar muito tempo sem comer senão abaixa demais sua glicose. Ela disse que é diabética, e que não pode comer quase nada. 
Perguntei se a diabetes dela estava descompensada, e ela disse que não sabia.
Perguntei então qual era a taxa da glicose, ela também não sabia.
Perguntei então como ela acompanhava, ela não acompanhava.
Perguntei como ela sabia então que era, de fato, diabética.

Ah, isso ela sabia!!! "Foi no exame do potinho". 

Putz, fiquei imaginando que a criatura fez um exame de urina e se descobriu diabética, sei lá...disse a ela que ela deveria fazer exame de sangue, e não apenas de urina e tal (sim, eu dou consultas grátis aos desconhecidos!kkk), e para meu total pavor (porque à essa altura eu já estava apegada à minha nova amiga) eu descobri que o exame em questão é pouco ortodoxo, mas infalível! 

É realmente um exame de urina, mas ao invés de ocupar os técnicos de laboratório, ela usou a natureza para seu diagnóstico: as formigas, para ser mais precisa!

Sim, ela fez xixi num potinho (uma tampa de vidro de maionese) e deixou pernoitando no chão da cozinha. Pela manhã, a oferenda - quer dizer, o material! - estava cheio de formigas.

Diagnóstico: diabetes mellitus

Tratamento indicado (PARA MIM): parar de falar com estranhos, como mamãe prescreveu a minha infância inteira! kkkkkkkkkkkk
Beijinhos a todos os conhecidos!

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Resultado!

Oi, meninas!
Bom, vamos ao resultado do sorteiozinho, conforme prometido! Mas quem ganhar vai ter que esperar um pouquinho, pois em pleno carnaval não vou conseguir enviar nada pelo correio, né?!
Então, vou enviar na quinta-feira.
Eu adoro concursos assim sem gente 'de fora', sabe? Acho tão feio gente que nunca nem dá um oizinho e só aparece nos blogs para ganhar coisas, não estamos aqui pra isso - eu, pelo menos, não estou! E como a maioria foi das florzinhas que aparecem sempre por aqui, me sinto realmente prestigiando minhas amigas de coração.
A ordem ficou assim:

1 - Rê (neninkinha)
2 - Mari Sabel
3 - Cyntilante
4 - Fá Haidar
5 - Roberta
6 - Nicolle
7 - Simone
8 - Jacqueline
9 - Rosãina
10 - Carla Abrão
11 - Camomila
12 - Vanessa Monteiro
13 - Margoh
14 - Sandra

E agora vou tentar me entender com esse bendito Random (até hoje não consigo colocar esse aplicativo aqui, ô blogueira de meia-tigela eu sou!rsrs)
Se eu não conseguir de novo, vou fazer como das outras vezes: tirar foto da página (isso eu consigo!rsrs)
Boa sorte a todas!!!
E a pulseirinha vai enfeitar a florzinha:

Mari Sabel! Oba!!!! Confesso que já tava até pensando em adiantar o meu lado e escrever logo a cartinha para a Simone (que ganha tudo!rs), mas a sortuda foi essa amadinha linda lá do Sul!
Mari, fiquei muito feliz por você ter ganho, vou te mandar um e-mail para saber seu endereço certinho.
Menininhas, não vamos desanimar! Logo, logo tem outro sorteio!
Beijinhos e um excelente carnaval para todos!

domingo, 12 de fevereiro de 2012

All we need is love! Sorteio!

Oi, pessoal!
Tenho andado super atarefada e não dou conta de dar a atenção que minhas amiguinhas virtuais merecem, então para me redimir, vou fazer um sorteio de carnaval!rsrs
O mimo é uma pulseirinha super fofa que eu tenho uma igual (então minhas vizinhas não podem participar!rsrs). Quando eu comprei a minha, tentei comprar 2, para sortear uma aqui, mas não tinha. Numa das minhas andanças por aí, achei a irmã gêmea separada na maternidade e não pensei duas vezes! É essa aí, ó:


Logo, para que não falte amor nessa vida para todas nós, inscrevam-se!

Todo mundo já tá careca de saber as regras básicas dos sorteios daqui, mas vamos lá:

1 - ser seguidora do blog (ciscar para dentro, sempre!);

2 - deixar e-mail para eu entrar em contato;

3 - morar no nosso país tropical amado.

O resultado sai dia 18 de fevereiro

Beijinhos e boa sorte! 

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

No céu não tem condomínio!

Oi, pessoal!
Vocês conseguem imaginar que semana que vem já é carnaval? Eu estou me sentindo atropelada, cadê janeiro, gente?!?
Enfim, eu tardo mas não falho, e cá estou eu!
Andei tendo alguns dissabores com uns leitores e estou meio fechada pra balanço, tentando resolver se vale a pena manter esse cantinho, mas isso é assunto pra outra hora.
Eu vivo num prédio que nem Jesus salva mais, simplesmente detesto isso aqui e detesto 99% dos meus vizinhos. São mal educados, pessoas enjoadas e que se eu pudesse nem encontraria na portaria, porque algumas realmente estragam o meu dia!
Aqui não tem vaga na garagem para todos os apartamentos, e isso gera uma aporrinhação atrás da outra. Eu mesma quando quis trocar de carro, tive que dar meu jeitinho brasileiro e arrumar um carro emprestado para deixar 'guardando' o lugar de Bolinha (meu carro), senão já era.
Ontem realizou-se uma reunião para votar a transformação de uma área que só é utilizada para bagunça de gente sem educação em vagas para os carros de moradores que estão na rua. Acreditam que foi um bafafá tão medonho que ninguém chegou à conclusão nenhuma?! Affee...
Os moradores que não têm carro querem parar de pagar a taxa de condomínio!!! Então eu acho que não pago mais conserto do telhado, porque não vai danificar o meu apê, não é justo assim? Putisgrila!!!
Essas reuniões de condomínio me tiram a esperança no ser humano. Como é que pode, pessoas que dividem um espaço deveriam zelar em conjunto pela conservação e melhoria dele, certo? Aqui não! Meu pai é a versão masculina da Perpétua, tentando bravamente restaurar a moral e os bons costumes, mas coitado...é voto vencido!
E sempre que acaba uma reunião, a frase que sempre me vem à cabeça é: basta uma maçã podre para estragar um cesto inteiro.
Viver em comunidade é difícil, muito difícil!
Ainda bem que aqui tem vaga pra todo mundo!rsrs
Beijinhos e um lindo fim de semana!

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Sou uma sobrevivente!


   Oi, pessoal!
   Acabou-se o que era doce, pelo menos para os pequeninos! 
   Fiquei comparando as férias das crianças de hoje com as minhas, e na boa: que peninha!
   Na minha época (cruzes, discurso de velhinha!) era tudo tão mais legal, divertido, fácil e bacana!
   Não tinha computador (no máximo era aquele jurássico Pense Bem), mas tinha bola pra jogar queimado na rua.
   Não tinha videogame com corridas de Formula 1; tinha bicicleta para dar voltinhas pelo quarteirão.
   Não tinha PS1, 2 ou 3 que captasse meus movimentos na TV; tinha brincadeira de estátua, aquela em que o último a se mexer vence!
   Não tinha brinquedo elaborado, com bateria, manual de instruções e 254 botões; tinha elástico para pular!  
   Não tinha loja de games no shopping para fingir que estávamos esquiando; tinha meu skate listradinho de branco e vermelho que era mais do que suficiente!
   Hoje as crianças não podem pegar nem um mísero solzinho da manhã porque dá câncer. Não podem pegar nem uma mísera chuvinha porque gripa. Não podem brincar na terra porque tem micróbios. Não podem caminhar nem um pouquinho que cansa demais. Não podem nem carregar a própria mochila da escola que dá escoliose!
   Ah, que chatice ser criança nos tempos de hoje!
   Eu pegava sol, passava meus verões na praia e brincava tanto na areia que meu pé doía ao final do dia. À tardinha, a gente fechava a casa por causa dos mosquitos, e um adulto colocava a gente em fila para dar umas borrifadas de repelente e pronto, podíamos voltar para a farra no quintal.
   Em casa, tinha uma rampa enorme, que era minha pista particular para descer feliz da vida em cima do meu skate de menina. Se ralasse o joelho (ou melhor: quando ralava), era só passar Mercurio Cromo (que já nem existe mais!rs) - aliás, sorte minha, porque sou alérgica a Merthiolate! Ponto pra mim! hahaha
   Sempre tinha algum amigo brincando na rua, e lá íamos nós, algumas vezes topando jogar futebol com os meninos para depois cobrar o favor e colocar eles para segurar o elástico que as meninas pulavam.
   Isso sim, eram férias proveitosas!
   Um minuto de silêncio pelo fim da diversão pura e simples!
  Hoje fiquei pensando que ao contrário do discurso das independências, nossas crianças não se bastam! Se faltar luz, acabou a brincadeira! Elas não têm um plano B para serem felizes nas férias! Triste, muito triste...
  Beijinhos a todos os adultos aliviados pela volta às aulas! rsrsrs

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Viva São Genaro!


Oi, pessoal!
Tenho sentido muita falta de vocês, e prometo que respondo aos meus e-mails atrasados essa semana ainda!
Não sou muito do tipo que gosta de ficar aqui contando que roupa vai vestir, pra onde vai viajar e coisinhas do gênero, como vocês já devem saber!
Mas esse almoço de família eu precisava dividir com vocês!
Meu irmão se mudou para o mesmo prédio em que eu moro, e acabou montando o acampamento aqui em casa mesmo, era mais prático...pra ele, claro!
E com isso eu ganhei, além dos hóspedes, as visitas dos hóspedes. Delícia!
Resolvi então receber a família para comer um gnocchi da fortuna no dia 29, afinal, temos que garantir as boas vibes (leia-se $$$$) em 2012! hahaha
E olha, deu um trabalhão, fiquei moída, moída, mas foi excelente! E a parada funciona de verdade!!!
Descemos para a garagem e meu irmão achou uma nota de R$20,00 jogada no chão! É sério!
Ficou todo bobo!!! kkkkkk
Então se vocês ainda tem alguma dúvida, esqueçam! Aproveitando que esse ano temos 29 de fevereiro, vamos comer gnocchi de novo, galera! Vai que dá certo aí também!
Boa sorte!
Beijinhos!