segunda-feira, 27 de agosto de 2012

20 dedos. E nenhum verde!!

Oi, pessoal!
Tudo bem? Espero que sim! Incrível como estamos todos sumidos, hein! Acho que a blogosfera é o novo Orkut! hahahaha
Agora vamos falar de uma coisa fofa: plantinhas e flores. Quem não gosta? Eu adoro, mas tenho que confessar que sou um fiasco generalizado no quesito plantas!
Na minha antiga casa tínhamos canteiros com plantinhas diversas, e as minhas preferidas eram as onze-horas. Nossa, fiquei na dúvida se o nome é esse mesmo ou se ela foi batizada pela minha família...rsrs
É uma plantinha rasteira resistente e bonita. Simples e belíssima, como a vida deveria ser!
Tinha uma parreira em cima da casa do Peteleco (cachorro que uma certa avó muito doida levou para o veterinário não se sabe bem o porquê e nunca mais foi visto...abafa!), pé de mamão, e várias plantinhas mais sem-vergonha que não sabíamos catalogar. Lá, em se plantando tudo dava. E se não plantasse, dava também! O pé de mamão surgiu de sementes descartadas da fruta e voilà!  Fez-se o mamoeiro! Tinha um pinheiro bem grandão (que uma tia que morava longe mandou pra mim de presente de Natal e quando não coube mais na sala foi passear no quintal!rs), tinha até uma fileira de tuias! Minha mãe achava que a piscina era muito devassada, e construiu uma barreira para ninguém ver suas coxinhas brancas serem besuntadas de Rayito de Sol! rsrsrs
Obviamente eu não ajudava em nada, senão acho que tinha dizimado todo o jardim! 
Quando me mudei para um apartamento, trouxe uma plantinha super casca-grossa para morar comigo. Mas o síndico pediu para que eu a deixasse na portaria, porque ela era tão bonita e blablablá...deixei.
Quando cheguei em casa uma noite, soube que a pobrezinha tinha sido atropelada pelas crianças bagunceiras do pedaço e o vaso tinha que se quebrado em 1487 pedaços, tal qual um legítimo Santa Marina. E o que o porteiro anta fez??? Jogou minha bebê no lixo!!!
De lá pra cá, tenho o pé meio atrás com plantinhas em geral, porque nem feijão no algodão nasce! Ganhei uma planta linda de uma amiga, a Tinha. Já contei a história dela aqui. Pois é...Tinha definhou e morreu bem debaixo do meu nariz! Não consegui fazer nada por ela! Mais uma vítima da minha falta de dedo verde!!
Passado meu luto clorofilado, comprei uma pimenteira. Secou...mas aí a culpa é da vizinhança, não é minha! Olho gordo, minha gente...acreditem! ;)
Até que um dia estava batendo perna na rua e passei em frente a uma loja de plantas. Olhei um coqueirinho, ele me olhou...gamei!

Trouxe o coqueirinho e estamos apaixonados! Mas os problemas já começaram...algumas folhas estão com furinhos, e após rigorosa avaliação não vi nada! E ontem quando fui molhar elezinho, havia 3 cogumelos-filhotes na terra! Ai, meu Deus!!! 

Cogumelo na minha mão! Éca!! rsrs

Furinhos...ô dó!!!
Das duas, uma: os Smurfs estão invadindo minha casa ou o coqueiro está doente!
Oh, e agora quem poderá nos defender?! rs
Tirando isso, ótima semana para todos!
Beijinhos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que bom que você está por aqui! Fique à vontade para comentar, perguntar, criticar, elogiar...a casa é nossa!
Volte sempre!
Beijinhos