quarta-feira, 25 de julho de 2012

Ingratidão é o fim!

Oi, pessoal!

Hoje pela manhã meu pai estava horrorizado assistindo ao programa da Fátima Bernardes (só ele e o William Bonner, mas deixa prá lá!), e me contou uma história de uma empregada que doou um rim à sua patroa e como recompensa desse ato que é de extrema nobreza, recebeu um belo pé na buzanfa e foi demitida.

O que mais me chocou foi ele me contar que a doadora 'entende' a decisão da chefe em dispensá-la, porque acredita que ela reviva momentos tristes quando a vê.

Para tudo!

Eu acho que o que essa mulher deveria fazer é imprimir uma foto em tamanho natural dessa empregada e grudar na geladeira, ao lado da TV, no espelho do banheiro e na porta do guarda-roupa! Para deixar de ser mal agradecida e aprender lições de humildade e nobreza de coração.

Ela deveria, ao olhar para a empregada, sentir gratidão pela nova oportunidade de vida que só lhe foi possível graças ao desapego e à generosidade da moça. Deveria olhar para ela como a lembrança viva de que nossa vida é coisa vã, que a qualquer momento nos escorre das mãos e nada podemos fazer sozinhos.

Sozinha ela não teria mais chance de estar viva.

Se isso não ensinou essa mulher a viver, o que mais poderá?

Lembrei de uma passagem da Madre Teresa de Calcutá, que dedicou sua vida a cuidar dos outros:

O senhor não daria banho a um leproso nem por um milhão de dólares? Eu também não. Só por amor se pode dar banho a um leproso.

Eu acho que emprego nenhum, promoção ou reconhecimento nenhum nesse mundo valeria um rim. Só o amor ao próximo me faria doar um rim.

E que pena essa 'próxima' ser tão indiferente à bênção que recebeu.

Fazer o quê, né?!

Beijinhos a todos!

13 comentários:

  1. Opa!!!
    devo dizer q seu pai,o William e EU assistimos hj o programa!! \0/

    Tbm achei de uma ingratidao sem fim. A patroa disse q ela a empregada nao estav indo bem nos trabalhos e muitos convidados reagiram dizendo q fosse feito então punições,mas nunca a demissao! teve um caso tbm de vizinhos serem amigos(dois homens) q um foi doador e o filho era empregado do q recebeu o rim e tbm demitiu-entendeu? ;-)

    Ete senhor disse nao ter rancor nenhum do amigo,pois disse q ele soube dividir amizade X trabalho.... acho q tudo tem tbm os dois lados... nenhum dos dois casos foi dito explicitamente o q as pessoas tinham feito d efato pra serem demitidas.

    Mas acho realmente q se eu tivesse recebido algo doado,JAMAIS prejudicaria outra pessoa.

    Uma boa conversa ainda resolve muita coisa! \0/


    Aceita uma doação???

    Bj em teu coração,saúde e paz!


    Ro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rô!
      Pôxa, então você é a terceira pessoa que assiste! hahahaha
      Nem os trigêmeos dela devem assistir por causa do colégio...rs
      Menina, eu acho que jamais teria coragem de demitir uma empregada nessa situação. Até porque se um dia alguém faz isso por mim, eu a teria na conta de amigo do peito, não só de funcionário.
      Mas, cada cabeça, uma sentença.
      Bjs e obrigada por doar seu tempo e sua amizade para mim!

      Excluir
    2. Vc é uma das poucas amigas virtuais q estao no coração!!! eSSA AMIZADE PASSARÁ DO VIRTUAL,PRO REAL!!! \0/
      #cOLOMBO ME AGUARDE! RSRSRSRSRSRSRS

      BJS SAÚDE E PAZ


      RO

      *estou no computador do meu pai...aff q figura

      Excluir
  2. Fá, que saudades suas!!!!! Mas isso a gente mata por email, agora, para tudooooo, que vaca essa patroa viu, aliás, vaca é do bem, que escrota mesmo rsss, brasileiro é F.... povo conformista da por....a, aff, isso trouxe a tona o melhor do meu vocabulário, sorry rsss, beijocass

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rô!
      Saudades de vc tb, querida!!!
      Putz, essas coisas também libertam a Lady Kate que existe dentro de mim!rs
      A conformidade em excesso me incomoda horrores, acho isso tão terrível quanto a conduta da patroa, sabe?
      Bjs

      Excluir
  3. Oi Fá! Quanto tempo não passo por aqui.
    Ingratidão é algo podre. Tenho exemplos dentro da minha própria casa.. vc estende a mão pra uma pessoa e ela só fazer reclamar, reclamar e reclamar. É o fim. Isso me deixa desacreditada da humanidade. =(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, florzinha!
      Ah, nem me fale em descrença da humanidade, porque a cada dia eu me sinto mais assim e acho que é um caminho irreversível!
      Pelo menos o saldo positivo é que quanto mais gente ruim eu encontro, maior fica a minha vontade de ser boa.
      E toda família tem seus mal agradecidos, né? Uma pena, porque acredito que as famílias (se bem resolvidas) são nosso melhor lugar no mundo...
      Bjs

      Excluir
  4. É...isso entristece e faz a gente desacreditar do ser humano...muito triste isso, Fá...cruel... :(
    Não quero ter gente assim ao meu lado, nunca...

    Bjssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sandrinha, que saudade!
      Pois é, menina...o pior é que algumas pessoas só mostram a verdadeira natureza depois que já nos fizeram sofrer ou decepcionar...
      Bjs

      Excluir
  5. História bizarra. Mesmo que preferisse os serviços de outra pessoa a obrigação seria ajudar financeiramente a empregada de uma maneira efetiva. Sei lá, comprar uma casa para ela ou qq coisa do gênero...
    beijão querida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida!!!
      Ah, eu acho que se alguém faz uma coisa dessas por mim merece, além de suporte financeiro, minha mais profunda gratidão e amizade.
      Acho que mesmo se a pessoa fosse muito ruim eu não teria coragem de dispensar. Poderia até contratar uma outra só para consertar os lapsos...hehehe
      Beijinhos!

      Excluir
  6. A história era ficcional Fá, vi no site!rsrrs
    Ers para ilustrar uma reportagem!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. M.E.N.T.I.R.A!!!
      Caraca, não acredito em mais nenhuma palavra de Papyto! Também, eu que fui ingênua, ele tava contando tudo tão certinho que eu deveria ter lembrado daquele ditado: "Quando a esmola é demais o santo desconfia"
      hahahahaha
      Obrigada pela dica, amiga! Vou checar minhas fontes a partir de agora (a começar pelo meu próprio pai...ô tristeza!rs)
      bjs

      Excluir

Que bom que você está por aqui! Fique à vontade para comentar, perguntar, criticar, elogiar...a casa é nossa!
Volte sempre!
Beijinhos