sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Tá acabando...oba!

Oi, pessoal!!!
E aí, todo mundo enfiou o pé no chocottone como eu? Demos a maior sorte, porque o Natal caiu num fim de semana, e como todos sabem: comer no fim de semana não engorda!!! rsrsrs
O Natal é sempre a minha comemoração favorita, por seu lindo e importante sentido, mas esse ano a data que mais estou esperando é o reveillon. Estou contando os segundos para esse ano acabar, de verdade!
Chega de 2011 na minha vida! Ô ano chato, bobo e feio, credo!
Nem tudo foi perdido, eu e minha família encerramos os trabalhos desse ano com saúde, mas o resto...ah, o resto foi pro beleléu bonito!
Esse ano realmente não vai deixar a menor saudade, e olha que eu tenho saudade de tudo! Foi um ano muito difícil, com muitos tropeços, algumas conquistas e muitas derrotas.
O bloguinho continuou a ser uma fonte de alegria na minha vida, e aqui fiz amizades muito bonitas e que se tornaram muito importantes pra mim. Amigos que me apoiaram num momento difícil enquanto os fuxiqueiros de plantão só me encheram o saco reclamando dos meus atrasos nas postagens.
Daí surge uma decisão de ano novo: quero um 2012 Chatos-free! Quer pentelhar o juízo de alguém? Vá bater à outra porta, porque aqui não vai mais rolar! rsrsrs
Agora, para os docinhos que são muuuuito queridos, as portas estão sempre abertas!!! 
Nossa, quanta amargura...vamos mudar de assunto, né? hahaha
Esse ano eu estou conseguindo pelo menos uma coisa boa: liberdade! Para ser, pensar, falar, sentir...viver o que eu quiser e puder! E acredite, a gente só percebe que estava preso quando chega a liberdade!
E para celebrar a liberdade de poder ser o que eu quero, que tal uma comemoração bem simples, bacana e livre?! 
Olha que gracinha!!!

                                    

Olha que mesa linda! Não dá pra não ser feliz aqui!!!!

                                    

Que em 2012 as pequenas coisas sejam as mais belas!!!

                                        

FELIZ ANO NOVO!!!
Desejo a vocês muita paz, saúde, alegria, lindas realizações e muitas lutas bem-sucedidas (porque sucesso de graça não tem o mesmo gostinho!) !!!!

Beijinhos e até logo!

sábado, 24 de dezembro de 2011

Feliz Natal, docinhos do meu coração!!!

**************************************
Paz na Terra, entre todos os homens de boa vontade.
Paz àquele que anseia crescer, evoluir, entender.
Paz àquele que deseja em cada pensamento, em cada atitude, se melhorar.
Paz àquele que mergulha, dentro do próprio ser, na procura de entendimento, de aceitação.
Paz àquele que estende a mão a procura de bênçãos.
Paz àquele que abençoa com alegria e pureza de coração.
Paz àquele que em um sorriso traz calma, tranquilidade, equilíbrio.
Paz àquele que procura ensinamentos e através do pensamento, neste momento único em que todos os homens se irmanam, ao dobrar dos sinos, esteja em oração.
Paz àqueles que abrem seu coração em luzes puras, amorosas, magneticamente salutares, que envolvem a terra e permitem, neste raro momento, que ela brilhe, suspensa no espaço, girando em tons azuis, iluminando todo o infinito, abrandando aflitos...
Paz enfim, Senhor, a todos os seres que habitam este universo e experimentam amor e dor.
Que a luz se faça e refaça em todos os homens a fé renovadora, a força e a coragem, a inteligência e a razão.
Que os homens se irmanem na escalada da perfeição.
Que se unam em pensamento todos os de boa vontade.
E que nesta noite busquem a PAZ!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Brands Club, SEU FEIO!


Oi, pessoal!!

Já estamos todos com os sapatinhos na janela esperando Papai Noel passar? Acho bom, hein! Pelo sim, pelo não, vou deixar uma bota (cabe mais!). Ou melhor: os 2 pés!

Se tem uma coisa em que eu acredito (além de Papai Noel, óbvio) é na natureza humana. Não tem jeito, todas as vezes em que eu tento contrariar minha natureza enrolada e brasileira, o Universo me manda um sinal e me obriga a rever meus conceitos e aceitar que sou enrolada até o último fio de cabelo e que como boa brasileira tenho o dever cívico de deixar tudo para a última hora.

Pois bem, tentei dar uma forcinha na sobrecarga dos duendes que ajudam o bom velhinho e antecipar o presentinho das crianças. A parte mais difícil era ouvir aqueles pingos de gente querendo notebook, mp4, Ipad e blablablá. Superada a parte crítica, achei a pólvora!

Existe um site de compras coletivas chamado Brands Club, que alguém me convidou a participar faz séculos, e nunca tinha comprado absolutamente nada lá. Aliás, acho que vou investigar nos meus arquivos quem foi o infeliz que me mandou esse convite, porque pretendo romper com essa amizade imediatamente! rsrs

O tal site estava anunciando uma promoção super bacana do Nintendo Wii que meu pequenino pediu ao Papai Noel. Fiquei contente e comprei na hora! Isso já faz mais de 1 mês...e simplesmente não entregaram dentro do prazo prometido e ainda me mandaram um e-mail dizendo que não haveria previsão da entrega!

E minha antecipação? Dane-se, oras! Agora tenho que arrumar um videogame às vésperas do Natal para evitar que uma criança escreva para o Papa pedindo para trocar de Dinda!

Simples assim! E vocês, já estão com o saco cheio...de presentes??? rrsrs

Beijinhos da mais nova ajudante de última hora do Papai Noel!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

A minha escolha

Olá, pessoal!

Aqui estou eu de volta, após séculos sem postar e vários e-mails malcriados de vocês depois...rsrs

O recesso está chegando e estou doida para resolver muitas pendências que eu fui empurrando com a barriga durante todo o ano, e pretendo cultivar um antigo hábito muito querido que anda esquecido: dormir!rsrs

Deixando de lado a falta de tempo, vamos falar sobre o tempo?

Ah, o tempo...sabe aquela música do Caetano Veloso que diz que o tempo é um dos deuses mais lindos? Pra mim isso é conversa fiada!

O tempo é dos deuses O mais lindo!!

Não há nada que ele não seja capaz de dar uma forcinha incrível.

Está com raiva? Espere que com o tempo passa...
Está triste? Espere que o tempo te mostra as belezas da vida...
Está preocupado? Espere que o tempo te mostra qual solução vai rolar...

Mas tem uma coisa: o tempo é carente, e não costuma funcionar bem sozinho. O meu gosta muito de ficar de mãos dadas com a minha fé. Dupla infalível, pode crer (literalmente!rs)

Ter paciência de reconhecer que há momentos na vida em que não podemos fazer nada além de esperar é um amadurecimento bacana. Nos ensina a confiar, seja nos outros, na vida, na sorte - e no tempo!

"Não tenha pressa, mas não perca tempo" José Saramago

Um lindo fim de semana para todos! E daqui a pouco Papai Noel tá chegando! Ueba!
Beijinhos

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Viva o interesse!

Oi, pessoal!

Ouvi tantos burburinhos feios sobre uma pessoa bacana que eu conheço, que parei para refletir sobre nossa condição de apontar os erros alheios.

A pessoa em questão é uma 'otoridade' inteligentíssima, conhecida, admirada e super amistosa. Ele já é - segundo sua própria definição, um gatão de meia-idade. Eu implico dizendo que meia idade só se ele for viver 100 anos, porque já passou dos 50! rsrsrs

Na verdade ele tem seus quarenta-e-pouquinhos, é até bonitinho (tomara que ele não veja meu blog, senão lascou!rs), é descasado, pai atencioso, presente e responsável.
Até aí, só flores.

Mas, ele tem uma quedinha por meninas novinhas (pelo amor de Deus, não é pedofilia!!!) Novinha para ele é de 20 a 25! E por esse interesse peculiar, as pessoas o criticam, e acham que ele faz papel de bobo por andar com meninas mais novas que, teoricamente, só estão atrás da notoriedade e das mordomias que andar com ele proporciona.
Uma vez conversamos sobre isso, e ele me disse uma coisa que mudou meu modo de pensar!

"- Eu sei que algumas delas andam comigo querendo vida boa, esse é o interesse delas. O meu interesse é andar com elas porque gosto de pessoas mais jovens. Pronto, problema superado e ambos felizes. O mundo gira em torno dos interesses, e todas as relações são assim. O que muda é o objeto desse interesse."

Lição de vida real!

E hoje eu acredito completamente nisso.
Delimito claramente meus interesses em todas as relações. Não tenho amigos rabugentos, porque meu interesse é viver cercada de gente alto astral. Não dou trela para parentes metidos, porque não tolero conviver com esnobes. Não convivo com meus vizinhos porque não tenho o menor interesse em falar mal dos outros por esporte. 

E não poderia ser diferente nos nossos relacionamentos afetivos. Não me importo nem um pouco se meu digníssimo é pobre ou rico, gordo ou magro, alto ou baixo.
Importa pra mim se ele sabe me fazer rir, se me faz suspirar de saudade, se é educado, divertido e simpático.

O resto?! Ah, o resto não está dentre meus interesses. 

Beijinhos e um lindo fim de semana para todos nós!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Água e sabão!


Oi, pessoal!

Ando meio sem tempo de atualizar as coisas por essas bandas, e isso me dói! Mas com o recesso chegando, prometo colocar toda nossa fofoca em dia! Eba!

Mesmo sem tempo de me coçar, tem coisas que chamam a minha atenção de uma forma magnética, como crianças/adolescentes malcriados.

Sofro terrivelmente por vergonha alheia, e me coloco no lugar da mãe, que passa meses carregando a criatura na pança para depois sofrer tanta ingratidão (dramático isso, né?rs)

Estava andando pela rua, organizando meus afazeres mentalmente pela milésima vez, tentando descobrir como acrescentar as 5 horas diárias a mais que tanto preciso, quando tudo parou.

Havia uma mãe e uma filha ao meu lado, esperando para atravessar a rua. A menina devia ter uns 15, 16 anos talvez. Pude ouvir um trecho da conversa entre elas, e a mãe era super educadinha, carinhosa até.

A filha? Um dragão (não só de feiúra, embora sofresse disso também), cuspindo fogo a cada simples pergunta que a mãe fazia.

Num certo ponto da conversa, a mãe perguntou se ela havia dado um recado para alguém (acho que era para o pai) sobre um telefonema. A menina disse que não, e quando a mãe perguntou o porquê, a infeliz vira para a própria mãe e fala: - porque eu não sou sua empregada, sua babaca!

Glub glub glub glub (barulhinho do meu sangue fervendo!!!!)

A mãe olhou bem para a cara da menina com a melhor expressão de 'em casa conversaremos', virou as costas e largou a filha sozinha na rua, saiu andando e dane-se a cria rebelde! Simples assim.

A menina ficou com a cara no chão! Eu juro que não me meto na vida dos outros assim de graça, mas a coisa já era pessoal, eu já estava participando da família há 2 minutos e 34 segundos, pôxa! Me senti no direito de olhar para a menina com a maior cara de repreensão do universo! E assim o fiz!

E agora tô torcendo para que a mãe mostre a ela com quantas chineladas se faz uma mãe babaca!!!

E antes de dormir, que ela escove os dentes com bastante sabão Omo, pra aprender a tratar os outros com educação e respeito!

** Só pra deixar registrado, eu detesto palavras feias como 'babaca', em especial para as mães! E tenho dito!**

Beijinhos para todos os bons meninos que não fazem malcriação!