sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Presente!

Oi, pessoal!
Hoje é um dia lindíssimo! Como se não fosse bom o suficiente ser sexta-feira, ainda por cima é feriado! Para as plantinhas desinformadas de plantão, é dia do funcionário público!
E o que eu quero para esse feriado? Ficar de pernas para o ar!
E sabe como? Chique de doer, bem!
Olha que lindeza master as Havaianas que a minha amiga Lalinha do Papo de Meninas mandou de presente para mim!!!!

Fiquei loooouca quando vi, é lindo de viver!
Ah, tem coisa melhor que amizade? Se tem, eu desconheço e acho que nem preciso conhecer!
A Lalinha, para quem não conhece essa nordestina arretadíssima, trabalha na Alpargatas, onde são produzidas as Havaianas que chegam aqui 'em baixo' e fazem o maior sucesso! Também, ô chinelinho fofo, vamos combinar!
Coisas bonitas assim me dão um orgulho danado do meu sanguinho nordestino!
Esse blog às vezes me torra o saco, porque não tenho muita tolerância para pessoas mal educadas, e fico danada da vida resmungando com meus botões se vale a pena continuar...aí eu conheço alguém especial como a Lalinha e toco o barco feliz da vida!
Florzinha de jerimum querida, obrigada por sua amizade!!
Beijinhos a todos e tenham um lindo fim de semana!

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Ah, tá...

Oi, mulherada!
Hoje o post é para nossa alegria.
Alguns homens são tão apaixonados por futebol, fórmula 1, basquete, tênis, corrida de lesma, cuspe à distância e etc, que penduram poster na parede, deixam bandeirinha na mesa, usam camisa dos times (pode ser de Botswana, mas sendo de algum esporte, eles usam), penduram uma porção de porcaria cafona no retrovisor...eu respeito isso! (desde que não seja no meu carro, na minha mesa nem na minha parede, lógico!)
Quando a gente compra um porta retrato, sempre vem aquela foto bem Doriana - criancinha brincando, flores, filhotes e blablablá.
Agora olha que punk essa imagem que eu vi num porta-retrato à venda pela internet:

Fala aí, você teria coragem de tirar esse papelzinho e colocar uma foto de algum momento do seu cotidiano? Eu não!
Você sabe que Papai Noel não existe, mas ver uma imagem do bom velhinho não te dá um aaawhnnn no coração?! Então, aqui é a mesmíssima coisa! Porque vamos combinar: é a maior ficção que eu já vi em toda a minha vida! kkkkkkkkk
E também porque o piloto do aspirador não é nada mal (Ciniiiiira!)
Se por um acaso tiver algum homem perdido por essas bandas, o motivo do estardalhaço é simples: as mulheres acreditam que é mais fácil Papai Noel aspirar a casa do que seus próprios maridos! hahaha
Beijinhos!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Verde que te quero...LONGE!

Oi, pessoal!
Hoje, segunda-feira, é o Dia Internacional do Começo da Dieta!
Uma pena que a terça seja o dia da desistência...hehehe
Por isso que meu Projeto Verão Sem Canga 2012 está cada vez mais distante!
Falando em dieta, eu sou muito chata para comer. Tem coisa que eu não como nem se for para ganhar na loteria.
Cebola, por exemplo. O negócio é tão ruim que nem camufladinha no cheddar do McDonalds dá pra encarar a bicha, não tem jeito. A cada refeição há um dilema: ela ou eu!
Talvez essa chatice toda seja responsável pela minha enorme consideração às pessoas com restrições alimentares. Conheço gente que não come queijo (só derretido, vai entender?!), que não suporta chocolate, que não come pão...cada um na sua e quem discordar de mim, está convidado a discutir enquanto tomamos um chopp comendo um queijinho provolone à milanesa beeeem gordureba! rsrs
Agora, se a natureza me limitou na variedade; benza Deus na quantidade!
Eu como muuuito. E a coisa é séria, se eu fico muito tempo sem comer, passo mal de verdade!
Eu com fome sou mais perigosa que uma cobra coral, não queira me encontrar nesse momento, acredite!
Eu já contei aqui que tenho uma tia biruta de pedra (mas que eu amo, tá!). Ela já adotou a alimentação macrobiótica (meu pai diz que ela vinha nos visitar com potinhos da comida dela), e atualmente é vegetariana. Até aí você deve se perguntar: e daí?
E daí que o apelido carinhoso dela na família é 'General', então ela quer meter o bedelho verde na vida de todos nós.
Ela é a versão remasterizada da rádio-relógio da alimentação saudável:
Plin: açúcar, só serve o mascavo!
Plin: o miolinho do alho causa problemas de saúde!
Plin: coloque uma pitadinha de canela no leite para saciar a vontade de comer doce!
E haja pilha para acompanhar toda a programação! E ainda temos suplementos impressos, como um livro (mais grosso que a Bíblia) falando sobre o açúcar. Ai, Jesus...
Admiro quem tem essa força de vontade de dedicar 1/3 do dia pensando no que faz bem para a saúde, mas minha conta não fecha! Preciso dormir 8 horas, trabalho outras 8 e vou usar t-o-d-o o resto descobrindo como a natureza pode me matar? Ah, não dá não...
Uma coisa eu tenho que reconhecer: titia tá batendo um bolão e se eu for à praia com ela, vou caprichar na canga para não deixar por menos! rsrs
Beijinhos a todos e uma linda semana!

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Olhem para o céu


Oi, pessoal!

Hoje à noite quando olharmos para o céu, vamos ver uma coisa diferente.

Haverá 2 estrelas lindas, brilhantes, reluzentes, e que antes não estavam lá...

Essas estrelas têm nomes: Arthur e Lucas!

Hoje é um dia de muita tristeza no meu coração. Porque amigos são assim, a dor que um sente machuca o outro!

E é com essa tristeza enorme que eu peço a Deus que console a minha amada amiga Gi!

Beijinhos a todos e que dias melhores cheguem logo

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Assim começa a confusão

Oi, pessoal!

Como foram de final de semana? Espero que tenha sido tudo ótimo!

Não sei se vocês já puderam perceber aqui pelo blog, mas eu sou um tanto tagarela, e com isso sou a rainha da contra-informação involuntária. Minha língua trabalha mais rápido que meu cérebro, e quando eu vejo, já entendi alguma coisa pela metade, já me antecipei e falei. Pronto, simples assim!

A sorte é que Deus compensou a falta de parafuso na cabeça e de freio na língua com um bom coração (a modesta!), e antes das confusões, eu já aviso ao ouvinte: "salvo engano, aconteceu assim-assim-assim, mas confirme antes".

Como a turma do bocão se atrai (epa, não sei porque lembrei de mandar um 'oi' para a Renata! kkkk), vivo cercada de gente tagarela, e isso me complica a vida. Juro! Sou danada para misturar histórias de personagens diferentes e depois não sei quem fez o quê, quem viajou pra onde, quem está namorando quem. E as pessoas contam detalhes mínimos de suas vidas e ainda querem que eu lembre de tudo de todo mundo?! Ah, não registro, ué!
(EDITANDO: meu amigo Elvis, o Rei (genérico, obviamente!rs) também merece seu 'oi'!!)
Esses dias eu senti na pele essa emoção!

Fui com meu pai ao hospital para uma consulta com a oftalmologista (que ultimamente eu encontro mais do que a minha família!), e como ele é cabra muito macho e não anda comigo dirigindo, fomos de ônibus. Daí que na esquina de casa o bendito foi batido por uma motorista destrambelhada e atrasou nossa programação.

Bastou isso para o telefone sem fio começar. A Fá...batida de carro...o pai da Fá...hospital...

Eu dessa sopa de letrinhas saiu a conclusão de que EU bati o carro e meu pai foi parar no hospital!

Afffe!

Um dia é da caça, o outro é do...falador! hahaha

Beijinhos e uma linda semana!

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Até tu, criança?

     Oi, pessoal!

     Como foi o feriado de vocês? O meu foi incrível! Fui visitar uma amiga muito linda e querida, e me apaixonei!
    
     Fiquei perdidamente apaixonada por um gato de olhos azuis. Ele é um pouco assanhadinho demais para o meu gosto, mas tem um olhar penetrante que me impressionou! Pena que ele tem dona (a amiga dona da casa, inclusive!). Um lindíssimo gatinho persa com o olhar mais humano que eu já vi na minha vida! Tava até me deixando encabulada...hahaha

     Mas o ponto alto do dia das crianças para mim foi ver que esse mundo está mesmo perto de acabar!

   Tenho muitos sobrinhos, e como toda boa criança que se preze, eles possuem compromissos financeiros importantíssimos e precisam honrar suas dívidas. Com o jornaleiro quando compram as figurinhas de Rebelde, com os gêneros alimentícios indispensáveis à sua sobrevivência (adquiridos na loja de doces mais próxima), com uma boa alimentação para o aprendizado não ser prejudicado (viva a cantina do colégio!), e por aí vai...

     Essa tia babona (promovida a bobona ao final do post!) pensou em dar uma ajudinha, aquele patrocínio que a gente tanto gostava de receber na infância capitalista e injustiçada por pais insensíveis e mais preocupados e pagar as contas do que com o nosso bem-estar (oi?). A desculpa para os demais adultos que queriam jogar areia na farofinha dos meus pequenos era contar que a mesada seria super pedagógica! Eles aprenderiam a controlar seus gastos, a dar mais valor às coisas e todas as partes sérias do negócio.

     Papo vai, papo vem, fui autorizada pelas instâncias superiores (pai e avô) a paparicar financeiramente meus pitocos. Rolou um impasse em relação à verba, mas fizemos um acordo que ficou bom para ambas as partes (Celso Russomano baixou aqui, lembra? Cruzes!)

     O dia do pagamento seria o primeiro do mês (ah, tá marcadinho no calendário e eles assinam que receberam. Awwhhnn...que fofo!), mas agora em outubro a vaca foi pro brejo. Acabei não indo até eles na data certa, esqueci completamente de pagar a mesada das crianças!

     Como diz o Silvio Santos: dever para rico ou prometer para pobre são coisas que não devemos fazer. Eu incluiria as crianças nessa conta, porque o bicho pegou!
Recebi um telefonema da mini-mim perguntando cadê o dinheiro dela?!? Falei então para ela pedir ao pai, e depois eu pagaria a ele. Aí ela perguntou o valor, e eu disse o que estava combinado.

     - Não, Dinda. Você atrasou o pagamento. Tem juros...

     MORRI!!!!

     Agora diz se eu não tô certa e esse mundo tá perto de acabar?!?
         
     Beijinhos inadimplentes!
     Para vocês que pagam as contas em dia, uma linda sexta-feira!hihihi

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Criatividade

Bom dia, pessoal!

Olha, eu não sei quanto a vocês, mas eu acho que fui abduzida e não vi o ano passar!
Daqui a pouco é Natal novamente, e eu ainda me recuperando dos excessos da Ceia de 2010 já vou ter que enfiar o pé na jaca novamente (na rabanada, no chocottone, no Peru, nas castanhas...assim não dá! rsrs)

Sinto meu projeto Verão sem Canga 2012 cada vez mais inatingível! Vida que segue!

Estava pensando que em breve vamos recomeçar a loucura de comprar presentes para Deus e o mundo. Aqui em casa a louca de pedra está fora da ativa, senão a coisa era pior! Minha avó, que agora está meio fora do ar, tinha por hábito comprar presente para cada ser vivo conhecido dela. Um troço de doido mesmo! E sobrava para a netarada feminina fazer os embrulhos. Somos 4: 2 moravam em outra cidade, 1 é mais novinha. Adivinha quem sobra? Sim, eu!

Ficava revoltada em ver que a criatura carregava um peso do cão, gastava uma grana preta, enfrentava a muvucada pré-natalina que a gente conhece e para quem? Pessoas que eu nunca conheci! Todo ano, a mesma ladainha: - vó, quem é esse tal de Gilberto da lista? - Meu afilhado! - E você vai encontrar com ele aonde? - Vai que ele aparece, tenho que ter um presente pra dar a ele!

Como fui ensinada a obedecer aos mais velhos, e que com louco não se discute, embrulhava quieta que era melhor.

E a cada dia me sinto mais como a minha avó. Não importa o valor do presente, a data da entrega. O que vale é se sentir querido, lembrado de fato.

E minha avó...ah, dessa a gente não esquece nunca!

Nas minhas buscas por ideias de presentes encontrei coisas que pra ela não servem, mas quem se interessar:

Para os gulosos de plantão, um porta cupcakes!

Para os românticos, uma almofada linda de viver! Óoooohhhh
 Para os viciados em jogos, bom treino! hahaha

  
E vamos escrever logo a cartinha para o Papai Noel, porque com essa mania de greve dos Correios que anda por aí, sei não, é melhor garantir...
Beijinhos a todos e uma linda semana!

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Quando a marca é melhor que a dona!

Bom dia, pessoinhas!

Como estão? Já compraram o presentinho das crianças da casa? Não? Tsc, tsc, tsc...rsrsrs

Vamos falar de compras?

Eu tenho um caso de amor e ódio com meu mp3. Sim, e nem terapia pode salvar essa relação, só mesmo a assistência técnica da Sony! Adoro ouvir musiquinhas no engarrafamento, mas ultimamente o aparelho tem me irritado mais do que qualquer demora no trânsito!

O troço liga, aumenta o volume (acho que recebe jabá de alguns artistas), escolhe a estação e até desliga, tudo sozinho! Ou vai ver que algum desafeto tem um controle remoto e anda me amolando! E como se não fosse o suficiente, ele agora trava! Aleatoriamente, ele escolhe que tipo de música quer ouvir e dane-se eu (ou seria dane-me?). Tem dia que ele quer porque quer ouvir funk. E eu posso dividir meus ouvidos com o MC Marlboro, com o DJ Tubarão e sei-lá-quem-mais ou vir escutando a conversa alheia pelas ruas. Tô sabendo de cada história, menina...hihihi

Aí para se redimir, no dia seguinte ele quer música erudita. E viva a Rádio Mec!

Acho que vou tentar uma abordagem mais amável com ele, e quando ele quiser outro gênero musical, vou falar com carinho: "Hoje é dia de rock, bebê!"

Vai que dá certo? Isso ou levar mesmo na assistência (que fica logo ali, chegando em Beijing, pegando o trem, viajando por 27 minutos, mais 2 horas de bicicleta, vire à esquerda e é a 654 loja do lado oposto).

Devo confessar que minha maior sorte nunca foi mesmo com eletrodomésticos. Acho que quando eu era criança uma bruxa má apareceu e me rogou uma praga:

" - Essa menina não vai conseguir usar o 'Meu primeiro gravador da Gradiente', não vai ter nenhum mp3, 4, 5...que preste, não vai saber gravar filmes no Videocassete, não vai aprender a usar o DVD, não vai conseguir ligar do IPhone, vai queimar muitos Tablets e não conseguirá entender o manual da câmera jamais! Muahaha (risadinha malvada)"

Acho que ela estava certa, e a maldição começou a se concretizar quando papyto caiu sentado em cima da minha vitrolinha...ô dó!

Beijinhos a todos! E boa música - para quem consegue!

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Faça o que eu digo, não o que eu faço!


     Oi, pessoal!
     Como foi o final de semana? Espero que tenham aproveitado bastante! O meu foi uma correria danada, estou morta com farofa, mas aqui estamos para mais uma linda semana!!
     Aqui no Rio o verão já está colocando as garrinhas de fora, e passamos um calorão por esses dias! Mas não estamos aqui para reclamar, e sim para papear, oras!
     Já contei aqui uma vez que vi uma mulher grávida fumando e quase morri. Pronto, o 'quase' ficou menorzinho ainda: vi uma médica fumando!!!
     Tá, tá, tá...eu sei o que você está pensando: ela é um ser humano como qualquer outro e blábláblá. Mas eu digo que não, ela não é um ser humano como qualquer outro! Ela (em teoria, eu acredito) já viu um pulmão pessoalmente, olho no olho (éca!), já rolou um tête-à-tête, entende? Então como é que uma criatura dessas tem coragem de entrar num consultório e aconselhar alguém a não morrer de enfizema pulmonar?!? Não vai colar! Imagina se eu vejo uma cárie na minha dentista? Nunca mais ia escutar com vergonha a conversinha mole de reduzir o acúcar!
     Novamente você com essa coisa de achar que ela é um ser humano normal? Não é, gente, vai por mim!
     É diferente um advogado fazer algo contra a Lei. Ele faz (não que eu conheça algum dado à essa prática, registro!rsrs) buscando benefício próprio, mas um médico fumar não é por aí! O cara sabe que vai ser ruim, o cara tem altas comprovações científicas, convive com várias doenças, sabe de todo o sofrimento de uma família com um parente doente e faz o quê? Fuma!
     "Conservarei imaculada minha vida e minha arte"
      Ah, Hipócrates deve estar bem feliz com você, hein, doutora!
     Quero deixar claro que cada um sabe de si e de seus pulmões. Quem quer fumar que fume! Não tenho lá muita paciência com o politicamente correto, mas perdi um tio com enfizema pulmonar e fiquei com meus recalques sobre esse assunto. E minha bronquite agradece minha convicção não-fumante!rsrs
     E para encerrar (e antes que alguém reclame comigo!rs), levanto a bandeira branca:
   "Eu posso não concordar com uma palavra do que você diz, mas defenderei até a morte seu direito de dizê-la" (saudade das aulas da faculdade...hehehe)
     Beijinhos a todos!