sábado, 26 de fevereiro de 2011

A vida sempre se renova


Oi, docinhos!

Depois de um tempinho sumida, tentando colocar a vida, os sentimentos e a cabeça em ordem, estou voltando por aqui. Afinal, essa blogsfera me faz muito feliz!

É incrível como a vida não nos dá tempo nem de respirar às vezes, né?

Aqui na minha casa as coisas sempre acontecem em blocos. Tudo de uma vez, parece que estamos descendo uma montanha fugindo de uma bola de neve. Loucura total, mas vida que segue!

Esse fim de semana tivemos a novidade de que talvez o meu sobrinho esteja apressadinho para vir ao mundo...minha cunhada já estava de repouso por umas complicações, e agora está se sentindo mal de verdade. Ai, Jesus...meu coração de tia tem que ser muito forte para essas crianças pisarem tanto assim sobre ele! rsrs

Tenho absoluta certeza de que vai dar tudo certo e que ele vai esperar mais um pouquinho (por favor, hein, João!)

Agora estou aqui pensando no que fazer para o chá de bebê do Pequeno Príncipe, que também será conhecido como João Marcos.

Aliás, o tema do chá e das lembrancinhas de maternidade será o Pequeno Príncipe, aqui em casa somos apaixonados por ele, e como já somos apaixonados pelo bebê (que também responde pelo apelido de Garibaldinho!rs), acho que deu certo, né?

Sugestões das amigas prendadas?

Parece que foi ontem que eu estava enlouquecida com o casamento...a vida dá mesmo muitas voltas...graças a Deus!

Assim não há bem que sempre dure nem mal que não termine!

Fé em Deus, pé na tábua e obrigada novamente pela força de vocês!

Beijinhos e um lindo fim de semana!




quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Olá

Olá, docinhos do meu coração!
Tudo bem com vocês? Espero que estejam todos ótimos!
As coisas devagar estão voltando à rotina, se Deus quiser vamos ultrapassar mais essa dificuldade com união e amor. Minha família merece voltar a sorrir, e com certeza o faremos lembrando da linda florzinha que é a minha madrinha!
Tô passando por aqui para agradecer de todo o coração a todas as mensagens de vocês, mesmo sem ter ainda muito jeito de responder, estão sendo muito importantes para mim, assim como vocês sempre são!
Obrigada e até breve!
Beijinhos

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Perdão...

Meus queridos amigos, peço perdão mas por enquanto não tenho a menor condição de vir atualizar o blog.
Não é falta de tempo, porque isso se arranja.
É falta de coração...o meu está quebrado em milhares de pedacinhos minúsculos que levarei tempo para recolher e começar a reconstruir...

Madrinha, descanse em paz e um dia a gente se encontra para dar aquele abraço apertado que só as madrinhas-mães sabem dar.
Muito obrigada por ter sido tão maravilhosa comigo e por ter sido a minha mãe desde antes do posto ficar vago...
Eu sempre vou te amar!

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

O que passou


A Lista - Oswaldo Montenegro


Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais...
Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar!
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar...
Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria
Quantos amigos você jogou fora?
Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender?
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber?
Quantas mentiras você condenava?
Quantas você teve que cometer?
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você?
Quantas canções que você não cantava
Hoje assobia pra sobreviver?
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você?

Quem não conhece essa música, devia dar uma olhadinha sem compromisso: http://www.youtube.com/watch?v=aV99ypbCidw

Satisfação garantida ou seus suspiros de saudade do passado de volta!
Essa música é muito inspiradora. Nossos momentos mais felizes são os que nos fazem suportar os nem tanto.
Vamos ter sempre isso em mente e parar de jogar coisas preciosas fora!
Um lindo, feliz e inspirador fim de semana a todos!
Beijinhos

Alegria: aprecie sem moderação!

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Amizades de verdade


Andei pensando nos mais variados tipos de amizade que construímos ao longo da vida.

Quando eu era criança as amiguinhas do colégio eram as criaturas mais importantes da face da Terra. Como o tempo passava rápido no recreio. Dividíamos a merenda, brincávamos de pique-isso, pique-aquilo, tínhamos cadernos de respostas...quanta alegria. E jurávamos, claro, que seríamos as BFF (Best Friends Forever). Clube da Luluzinha total, menino era muito bobo e não queríamos amigos bobos, não é?!?

Chegando à adolescência passei pela moda dos pen-pals, e me correspondia com um garoto italiano para treinar meu inglês. Era tão bacana! Trocávamos fotos, cartões postais, informações culturais sobre nossos países...quando chegava uma carta com o envelope colorido de verde e vermelho eu já sabia que era o meu amigo! Hoje nossos papos de adulto são pelo Facebook e por e-mail...rs

No mundo de hoje, em que até nossas frutas são compradas pela internet, as amizades não poderiam escapar.

Temos amigos virtuais de todo canto, de todas as cores, credos e origens. Aliás, nem sabemos das origens da maioria deles! Apenas lemos algum texto, vemos uma foto, ou temos uma 'comunidade' em comum e pimba: nasce uma 'amizade'.

Eu honestamente adoro essa comunicação e interação com pessoas diferentes, e que mesmo sem conhecer pessoalmente, dedico um enorme carinho à nossa amizade.

O problema é a gente transportar nossos amigos de carne e osso para o mundo virtual.

Não adianta, por mais lindo que seja o seu e-mail de Feliz Aniversário, não vai chegar nem perto do valor de um abraço de parabéns.

Por mais que você 'curta' virtualmente cada espirro que o outro dá, isso não substitui um elogio feito olhos nos olhos.

O melhor torpedo felicitando uma conquista não chega aos pés de um momento ouvindo cada passo que seu amigo deu até conseguir alcançar alguma coisa.

Quando estamos tristes queremos um abraço.

Quando estamos felizes queremos um abraço.

Quando vamos comemorar uma vitória queremos um abraço.

Quando tentamos nos recuperar de um fracasso queremos um abraço.

Quando perdemos algo ou alguém queremos um abraço.

Então vamos deixar o mundo virtual para quando não podemos abraçar, seja por distância ou qualquer outro motivo.

Abraços virtuais são sempre bem-vindos, mas abraço de verdade também!

Viva as amizades. De verdade, sejam elas virtuais ou não.

Um ótimo fim de semana a todos os meus amigos!

Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais...(Oswaldo Montenegro)

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Morta com farofa


Eu acho que estou sofrendo com carência de vitaminas, nutrientes e sei lá mais o quê.

(obs.: não, eu não quero tomar o shake da Herbalife, por favor não insista!rs)

Eu ainda nem cheguei aos 30 e já ando tão cansada...

Cansada da minha casa que não tem um botão auto-limpante.

Cansada das minhas roupas que já deveriam ter aprendido o caminho da máquina de lavar.

Cansada das pedras portuguesas desalmadas que insistem em agarrar meu salto.

Cansada de lavar a louça todos os dias (minha consciência ecológica está por um triz e estou quase comprando tudo descartável...)

Cansada de gente chata que te liga e fala: "tá sumida por que?" (juro que para o próximo que fizer isso vou falar a verdade:" - porque não tenho nada para falar com você, ué!")

Cansada de gente que não se manca e enche o saco.

Fico pensando na vida e chego à conclusão de que eu estou cansada de estar cansada.

Lembro que uma vez uma amiga me disse que o segredo de segurar a barra do cotidiano sem se sentir um pombo atropelado no final do dia é criar 'acostamentos' pelo caminho. Achei extremamente genial!!!

Um acostamento pode ser aquele momento que você dedica à leitura de um bom livro.

Pode ser um dia para experimentar aquela receita de sobremesa que só de planejar te dá água na boca.

Serve até uma horinha relaxando vendo TV, se isso te agrada.

O importante é 'sair da pista' por um instante. Deixa todo mundo passar, engarrafar, buzinar...esquece! Deixa o mundo se descabelar de stress e curta o seu momento.

Depois que eu aprendi isso, vocês não fazem ideia (agora sem acento...rs) de como eu me apaixonei pelos acostamentos que fui descobrindo e construíndo. Sabe fazer artesanato? Bora desenferrujar essas mãos e trabalhar em algo que te dê prazer!

Foi numa dessas buscas de novos ares que descobri a blogosfera e depois de muito admirar os blogs fantásticos que encontrei que minha animação em criar esse espaço surgiu.

E vocês, querem um acostamento de quê?

Tô fraco, tô fraco...rsrs